Loading…
This event has ended. Visit the official site or create your own event on Sched.
                                                                     Compre AQUI os seus bilhetes para os ESPETÁCULOS E MESAS DE AUTORES do Folio 2016                                                                                                          

Sign up or log in to bookmark your favorites and sync them to your phone or calendar.

FOLIO MAIS | EXPOSIÇÕES [clear filter]
Thursday, September 22
 

11:00

Abertura Oficial das Exposições e Instalações FOLIO
Abertura Oficial das Exposições e Instalações FOLIO

Thursday September 22, 2016 11:00 - Sunday October 2, 2016 11:30
RUAS DE ÓBIDOS

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:00 - Sunday October 2, 2016 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:30

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ENTRADA DA VILA

11:30

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:30

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 00:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

11:30

"As Tentações de Santo Antão" - Bosch - MNAA
Quem vem ao FOLIO?

Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
LARGO PADRÃO CAMONIANO

11:30

Duarte Belo: Fotografia de Objetos de Ruy Belo

Tempo pintado, revisitar Ruy Belo

Peças cerâmicas povoam a casa de Ruy Belo. É uma presença que continua a existir junto dos livros de quase todas as divisões da casa. São como figuras que com esses mesmos livros estabelecem um diálogo enigmático, talvez sobre lugares, sobre as mãos que moldaram aquelas personagens e objetos, talvez sobre o conteúdo dos livros, sobre poemas, sobre a vida, sobre o mundo. Outras peças respondem pela sua função imediata, de apoio ao quotidiano da casa. Pratos, canecas, travessas, todos os dias nos transportam em memória para lugares distantes, como se nos seus desenhos sobre fundo branco se configurasse uma geografia imaginária que, inevitavelmente, nos ergue para os universos da palavra, não necessariamente para os poemas ou outras formas, mas para a possibilidade da livre expressão do pensamento.

Os objetos cerâmicos representados nestas fotografias foram adquiridos por Ruy Belo em Óbidos e na sua região.

 

Duarte Belo

Setembro 2016



Quem vem ao FOLIO?
avatar for Duarte Belo

Duarte Belo

Duarte Belo (Lisboa, 1968). Formação em arquitetura. Desde 1986 que faz um levantamento fotográfico sistemático da paisagem, formas de povoamento e arquiteturas em Portugal. Este trabalho continuado em mais de 700.000 quilómetros percorridos, deu origem a um arquivo fotográfico... Read More →



Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
GALERIA PELOURINHO Largo de São Pedro, 2510-086 ÓBIDOS

11:30

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:30

O LAGARTO de J. Borges - Estreia Mundial
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
MUSEU ABÍLIO

11:30

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
MUSEU ABÍLIO

11:30

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Thursday September 22, 2016 11:30 - Sunday October 2, 2016 12:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:30

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Thursday September 22, 2016 11:30 - Monday January 2, 2017 12:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

12:00

12:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Thursday September 22, 2016 12:00 - Sunday October 2, 2016 23:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

16:00

O Amapá para quem não conhece
Anete Costa Ferreira - "O Amapá para quem não conhece"

Marcia Jardim Rodrigues e Marcelino da Costa Alves Júnio
"Memória, Identidade e Género: o pão-trimônio tucuju e a ressignificação do cozinhar"

Exibição de vídeos e documentários - Região do Amapá/ Amazônia 

Quem vem ao FOLIO?

Thursday September 22, 2016 16:00 - 18:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

16:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Thursday September 22, 2016 16:00 - Sunday October 2, 2016 17:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

16:00

Every book is a brand - Permanent exibition & talks

Curated by Carlos Coelho


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 22, 2016 16:00 - Sunday October 2, 2016 17:00
GALERIA PELOURINHO Largo de São Pedro, 2510-086 ÓBIDOS

17:00

Apresentação do vídeo "Nero" de António Lucifero (Instituto Italiano de Cultura Lisboa)

Sobre o Filme:

Regia: Antonio Lucifero
Fotografia: Antonio Lucifero
Postproduzione: LuxFero
Con: Roberto Herlitzka
Musiche originali:Antonio Lucifero & Franco Liberati
Prodotto da LuxFero

Selezionato al FIPATEL di Biarritz
FAMAFEST
Bellaria Film Festival
Festival du film de Strasbourg
Festival Internacional de Granada
Inserito nel Morandini, Dizionario Zanichelli dei film del 2006, tra i migliori film del 2004


Thursday September 22, 2016 17:00 - 18:00
THE LITERARY MAN HOTEL

18:00

Os autores propõem: A Infância da Arte. A Arte da Infância de Dalila D’Alte - Apresentação do livro com Eurico Gonçalves
Os autores propõem: A Infância da Arte. A Arte da Infância de Dalila D’Alte. Apresentação do livro com Eurico Gonçalves Edição Afrontamento

Quem vem ao FOLIO?
EG

Eurico Gonçalves

EURICO GONÇALVES nasceu em 1932, Abragão, Penafiel. Pintor, Professor/Formador e Crítico de Arte, membro da A.I.C.A. Surrealista desde 1949. Em 1950/51, escreveu e ilustrou Narrativas de Sonhos, Textos Automáticos e Poemas, compilados em 4 Cadernos Manuscritos, hoje parcialmente... Read More →
DD

Dalila D'Alte Rodrigues

Pintora e Investigadora no CIEBA (Centro de Investigação e Estudos em Belas-Artes), Faculdade de Belas-Artes, Universidade de LisboaLicenciada em Artes Plásticas, Pintura, Faculdade de Belas-Artes, Universidade do Porto e LisboaPós graduada em História da Arte, Universidade Nova... Read More →


Thursday September 22, 2016 18:00 - 19:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

18:30

ESTREIA MUNDIAL - Inauguração da exposição "O Lagarto" e lançamento livro
Inauguração oficial da exposição com a presença de Pilar del Río, Manuel Alberto Valente (Porto Editora), Alejandro García Schnetzer e trio de músicos nordestinos (em honra de J. Borges). Esta é a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora.

Hall - Piso 0 (entrada) 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Pilar del Rio

Pilar del Rio

María del Pilar del Río Sánchez nasceu em Sevilha a 15 de março de 1950 e é uma jornalista, escritora e tradutora espanhola. Em 1986, já divorciada, Pilar conheceu o escritor português José Saramago após ter lido todos os seus livros publicados em espanhol e ter pedido para... Read More →


Thursday September 22, 2016 18:30 - 19:30
MUSEU ABÍLIO
 
Friday, September 23
 

15:30

16:00

"Seu Portuga e a Língua Portuguesa"
Teatro com os atores Carlos Lima e Josiane Ferreira 

Quem vem ao FOLIO?

Friday September 23, 2016 16:00 - 18:00
TENDA MAIS

16:30

Os autores propõem: "Escritos" - Apresentação do livro de Vasco Jardim
"Deixa-te estar, deitada em mim, ofegante e plena. Deixa o teu corpo respirar-se de volta, de regresso ao mundo dos vivos. Aqui não é o paraíso de onde vieste, mas é o melhor que podemos arranjar. Somos só nós, e nós é suficiente."
Escritos é um testemunho. Meu, teu, de todos.
É a vida vista pelos olhos e pela alma de cada um de nós. As dores, a solidão, os momentos de prazer, os amores ocasionais e os que não se esbatem pelo passear dos dias ou anos.
Uma colecção de textos revisitados, revistos e sentidos, onde predomina o questionar de todas as emoções, das mais obscuras às mais luminosas dos nossos dias. Uma viagem pelos mais puros recantos de quem somos e de quem gostaríamos de ser.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Vasco Jardim

Vasco Jardim

Nascido em Julho de 1978, em Santarém, onde trabalha, na Câmara Municipal de Santarém. Licenciado em 2007, em Administração Pública, pela Escola Superior de Gestão de Santarém, e pós-graduado em Gestão Autárquica, pelo Instituto Superior de Línguas e Administração de... Read More →


Friday September 23, 2016 16:30 - 17:30
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

17:30

Apresentação da revista três três nº 6
Apresentação da revista três três nº 6 publicação cultural de ensaio, literatura, crítica e crónicas 

Revista três três – Uma publicação cultural semestral de ensaio, liter atura, crítica e crónicas, mantendo uma componente gráfica forte. Em cada número é lançada uma palavra em torno da qual os diversos participantes se expressam. É essencialmente heterogénea no conteúdo e localizada no propósito: alimentar um espaço de expressão.

 

Friday September 23, 2016 17:30 - 18:30
LIVRARIA DO MERCADO Rua Direita 27, 2510-001 Óbidos

18:00

Utopia - Matemática e Literatura - "Literatura e visualização com ferramentas matemáticas"
UTOPIA – Matemática e Literatura Debate com Joshua Enslen (West Point University), Manuel Portela (UC) e Osvaldo Silvestre (UC) Tema: Literatura e visualização com ferramentas matemáticas POUSADA DO CASTELO

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →
avatar for Manuel Portela

Manuel Portela

Professor no Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, onde dirige o Curso de Doutoramento FCT “Estudos Avançados em Materialidades da Literatura”. É membro do Centro de Literatura Portuguesa da Universidade de Coimbra... Read More →


Friday September 23, 2016 18:00 - 19:00
POUSADA DO CASTELO

18:30

Os Editores propõem: "O Senado" - Apresentação do livro de Luís Corredoura
Os editores propõem: O Senado Apresentação do livro de Luís Corredoura Editora Marcador

Quem vem ao FOLIO?
LC

Luís Corredoura

Nasceu em 1975, em Pêro Pinheiro. É arquitecto e mestre em recuperação de património. Mas também desenvolve, desde muito novo, projectos literários, «manuscritos» que vai guardando na penumbra de uma gaveta e no íntimo dos seus pensamentos.Estreou-se como escritor com Nome... Read More →


Friday September 23, 2016 18:30 - 19:30
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

19:00

Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá
Apresentação de músicas regionais Músicos da região do Amapá juntamente com os atores da peça “Seu Portuga e a Língua Portuguesa”

Friday September 23, 2016 19:00 - 21:00
TENDA MAIS

00:00

Os livreiros propõem: A magia do novíssimo Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Os livreiros propõem: A magia do novíssimo Harry Potter e a Criança Amaldiçoada de J. K. Rowling. Edição Presença

Lançamento e primeira venda da edição portuguesa à meia-noite 

Saturday September 24, 2016 00:00 - Sunday September 25, 2016 01:00
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

00:35

Os livreiros propõem: 1.ª Viagem no comboio literário Óbidos>Lisboa do livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada
Os livreiros propõem: 1.ª Viagem no comboio literário Óbidos>Lisboa do livro Harry Potter e a Criança Amaldiçoada

SAÍDA DA ESTAÇÃO CP
00H35 - ÓBIDOS>ROSSIO

Saturday September 24, 2016 00:35 - Sunday September 25, 2016 02:00
Estação CP Óbidos Óbidos
 
Saturday, September 24
 

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Saturday September 24, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Os livreiros propõem: Feira de Alfarrabistas - Feira do Livro Antigo, de Consulta e Instrução
Os livreiros propõem: Feira de Alfarrabistas - Feira do Livro Antigo, de Consulta e Instrução Organização: Livrarias Artes e Letras e Letra Livre


Saturday September 24, 2016 11:00 - 22:00
PRAÇA DE SANTA MARIA

12:00

Estórias contadas: HORA DO CONTO

HORA DO CONTO
Os actores e contadores de histórias Daniel Martinho e Miguel Sermão juntam-se para contar as estórias que criam e as estórias que ouviram os seus mais velhos contar. Dão vida a duas personagens que não se conhecem, e que acidentalmente se cruzam no mesmo lugar. Encontram-se, confrontam-se, e através dos contos dão-se a conhecer...


O Teatro GRIOT é uma companhia de actores, na sua maioria negros, que se dedica à exploração de temáticas relevantes para a construção e problematização da emergente identidade afro-europeia contemporânea e do seu reflexo no discurso e na estética teatral Grupo de teatro Griot


Quem vem ao FOLIO?

Saturday September 24, 2016 12:00 - 13:00
TENDA MAIS

12:00

Os editores propõem: "A vida no campo" - Apresentação do livro de Joel Neto
Os editores propõem: A vida no campo - Apresentação do livro de Joel Neto
Editora Marcado

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joel Neto

Joel Neto

Joel Neto nasceu em Angra do Heroísmo, em 1974. Publicou livros de ficção, de crónica e de reportagem, mas diz ver-se a si próprio sobretudo como um «escritor de jornais». Escreveu em quase todos os grandes jornais portugueses, ganhou vários prémios... Read More →


Saturday September 24, 2016 12:00 - 13:00
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

16:00

Inauguração Oficial da Exposição Utopia, Hoje
A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Paula Almozara

Paula Almozara

Paula Almozara nascida em Campinas, SP, Brasil a 07/05/1968. Artista visual, professora-pesquisadora e coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Linguagens, Mídia e Arte da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas, Brasil... Read More →
avatar for Augusto Brázio

Augusto Brázio

[Brinches (Serpa.PT): 1964]. Estudou na Escola Superior de Belas Artes, Lisboa. Iniciou o seu percurso como fotógrafo no começo dos anos ’90 do séc. XX, trabalhando na imprensa. Paralelamente colaborou com a produtora de musical União Lisboa, onde realizou diversos trabalhos... Read More →
avatar for Tiago Casanova

Tiago Casanova

Tiago Casanova (Madeira, 1988) é um arquitecto e artista português. Toma parte no colectivo XYZ Books, fundou em 2010 a Scopio Magazine e em 2014 A ILHA, e tem exposto o seu trabalho em exposições individuais e colectivas desde 2005. Participou em... Read More →
avatar for Rui Soares Costa

Rui Soares Costa

Rui Soares Costa (n. 1981) tem um percurso académico e profissional na interseção entre arte e ciência. Teve uma educação enquanto artista plástico e cientista. Estudou Pintura no Ar.Co, Lisboa enquanto fez a licenciatura em Psicologia... Read More →
avatar for Cláudio Garrudo

Cláudio Garrudo

Fotógrafo, produtor cultural e pai, atividades a que se dedica de alma e coração. Dizem-lhe que nasceu em Lisboa em 1976, mas não se lembra.Já expôs individualmente em Portugal, Espanha, República Checa, Eslováquia e Roménia, participou em feiras de... Read More →
avatar for Joanna Latka

Joanna Latka

Joanna Latka (Polónia, 1978).Doutoranda na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, professora de ensino superior (ISEC, IADE - Universidade Europeia).No plano artístico Joanna Latka dedica-se exclusivamente à gravura, ilustração e desenhos a... Read More →
avatar for Teresa Gonçalves Lobo

Teresa Gonçalves Lobo

Madeira, 1968. Vive e trabalha em Lisboa. Formada pela Ar.Co em Desenho, Pintura e Gravura e em Fotografia pelo Cenjor. Expõe desde 2004. De salientar as exposições individuais: “Parte de mim”, Museu de Arte Contemporânea do Funchal, Madeira(2015... Read More →
avatar for Hélio Luís

Hélio Luís

Pintor e cientista. Nasceu em Lisboa em 1980, cidade onde vive e trabalha. Doutorado em Física Nuclear pela Faculdade de Ciências da Universidade Nova de Lisboa concilia a atividade de investigação com a pintura, pela qual é obcecado. Durante 10 anos... Read More →
avatar for Pauliana Valente Pimentel

Pauliana Valente Pimentel

Nasceu em Lisboa, 1975. Vive em Lisboa e trabalha entre vários países.Comoartista efotógrafa freelancer, faz trabalhos de fotoreportagem desde 1999 para diversos jornais e revistas portuguesas e estrangeiras, bem como exposições individuais e colectivas.Em 2005, participou no... Read More →
avatar for Marta Ubach

Marta Ubach

Vive e trabalha em Lisboa. Desde 1995, docente de Ensino Básico no Colégio Académico, em Lisboa.Colabora com a Galeria das Salgadeiras desde 2003.Em 1992 conclui o Bacharelato em Design Gráfico no IADE. Em 1994, frequentou o Curso de Pintura da Faculdade de... Read More →


Saturday September 24, 2016 16:00 - Sunday October 2, 2016 16:30
MUSEU ABÍLIO

18:00

Utopia – Matemática e Literatura - "Fragmentos matemáticos na literatura tradicional"

UTOPIA – Matemática e Literatura Debate com Ana Paula Guimarães (IELT - Universidade Nova de Lisboa) e Pedro Freitas (Universidade de Lisboa)  Tema: Fragmentos matemáticos na literatura tradicional 


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Pedro Freitas

Pedro Freitas

Pedro J. Freitas é Professor Auxiliar da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. Doutorou-se em Matemática, em 1999, na University of Illinois, Chicago. Para além de trabalho de regência de cadeiras e investigação em matemática, fundamentalmente em áreas de álgebra... Read More →


Saturday September 24, 2016 18:00 - 19:00
POUSADA DO CASTELO

18:30

Fanzines, esses desconhecidos
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Geraldes Lino

Geraldes Lino

Divulgador, estudioso e crítico de banda desenhada. Autor de textos englobando críticas, entrevistas, actualidades, biografias de autores e personagens. Colaborador esporádico em diversos jornais: semanário O País, Correio da Manhã, Diário Popular, JL - Jornal de Letras e Artes... Read More →


Saturday September 24, 2016 18:30 - 19:30
LIVRARIA DO MERCADO Rua Direita 27, 2510-001 Óbidos

19:00

Mesa Redonda - Improvisos sobre a palavra cantada
Quem vem ao FOLIO?
PL

Paulo Lima

Antropólogo, descendente de pastores e pescadores, foi coordenador da candidatura à UNESCO a Património Cultural Imaterial da Humanidade do cante alentejano em 2014 e dos chocalhos em 2015. No fado, foi o autor de um estudo prévio e integrou a comissão executiva da candidatura... Read More →


Saturday September 24, 2016 19:00 - 20:30
TENDA MAIS

19:30

Coro Mozart
Coro Mozart Um coro único composto por 70 jovens, das escolas e colégios do distrito de Viseu, premiado pela qualidade das suas vozes, coreografias e arranjos. 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Coro Mozart

Coro Mozart

O Coro Mozart nasce na cidade de Viseu, em 27 de Janeiro de 2005. Tendo como patrono musical Wofgang Amadeus Mozart, tem, atualmente, cerca de 70 jovens, encontrando-se todos eles ligados, direta ou indiretamente, à Música, sendo alunos(as) de diversas Escolas e Colégios do Distrito... Read More →



Saturday September 24, 2016 19:30 - 20:30
TENDA CONCERTOS CERCA DO CASTELO

19:30

Os Editores Propõem - "Contadores de histórias: a profissão mais velha do mundo"
Os editores propõem: Contadores de histórias: a profissão mais velha do mundo Conversa com Mário Zambujal, João Paulo Guerra e Alice Vieira

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Alice Vieira

Alice Vieira

Alice Vieira nasceu em 1943 em Lisboa. É licenciada em Germânicas pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Em 1958 iniciou a sua colaboração no Suplemento Juvenil do Diário de Lisboa e a partir de 1969 dedicou-se ao jornalismo profissional. Desde 1979 tem vindo... Read More →
avatar for Mário Zambujal

Mário Zambujal

Jornalista e escritor português, nascido em 1936, trabalhou na televisão e em jornais como A Bola, Diário de Lisboa e Diário de Notícias, em especial na área do desporto. Publicou três livros de ficção: "Crónica dos Bons Malandros", em 1980, que teve grande sucesso e deu... Read More →


Saturday September 24, 2016 19:30 - 20:30
POUSADA DO CASTELO

21:00

Os Editores Propõem - Apresentação do Livro – “Estranha guerra de uso comum” de Paulo Faria

Os Editores Propõem  - Apresentação do Livro – “Estranha guerra de uso comum” de Paulo Faria (Editora Ítaca) – Apresentação Margarida Vale de Gato 


Quem vem ao FOLIO?
PF

Paulo Faria

Paulo Faria nasceu em 1967, em Lisboa. Licenciou-se em Biologia por mero acidente. É, há longos anos, tradutor literário, tendo traduzido obras de autores como George Orwell, Jack Kerouac, James Joyce, Don DeLillo e Cormac McCarthy. Viajou em busca das nascentes de algumas das... Read More →
MV

Margarida Vale de Gato

autora de Mulher ao Mar (2010, 2013) e Desligar e Voltar a Ligar (2011, com Rui Costa). Tradutora literária e professora de Estudos Americanos (FLUL). Interesse pela economia paralela, pela moeda complementar e pelos bancos com vista para o campo. Disponibilidade para viajar... Read More →


Saturday September 24, 2016 21:00 - 22:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

21:30

Vocal Brand LX-Factory
Vocal Brand LX-Factory Histórias cantadas com músicas do mundo.
Direcção de Luís Bragança Gil

Saturday September 24, 2016 21:30 - 23:00
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

00:00

Folio Tardio - DJ Halyne
Terraço do espaço Ó

Sunday September 25, 2016 00:00 - Monday September 26, 2016 01:30
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos
 
Sunday, September 25
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Sunday September 25, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

11:00

Os livreiros propõem: Feira de alfarrabistas - Feira do livro antigo, de consulta e instrução
Os livreiros propõem: Feira de Alfarrabistas - Feira do Livro Antigo, de Consulta e Instrução Organização: Livrarias Artes e Letras e Letra Livre


Sunday September 25, 2016 11:00 - 22:00
PRAÇA DE SANTA MARIA

12:00

Estórias Contadas: A HISTÓRIA DA CAROCHINHA

“A HISTÓRIA DA CAROCHINHA”

Veto Teatro Oficina

Com A “História da Carochinha”, o Veto Teatro Oficina, recria o conto tradicional apresentando-o numa versão suportada pelo recurso a marionetas, apenas com o apoio da música feita no momento.

O bonecreiro mostra os bonecos, despidos de efeitos surpresa, narrando ele próprio a história enquanto elemento vivo do espetáculo.

A magia está presente no diálogo que se estabelece com o público e no jogo entre o que se mostra e o que se esconde.

Contadores: Nuno Domingos; Paulo Domingos e Francisco Selqueira



Sunday September 25, 2016 12:00 - 13:00
TENDA MAIS

15:00

Estórias Contadas: O PESCADOR E A SEREIA

“O PESCADOR E A SEREIA”

Esta é uma história construída a partir de diversas histórias do imaginário popular. O ato de contar é partilhado com o público que assume os diversos personagens tornando-se interprete e cúmplice na ação.

A amizade e o amor mesmo quando impossível são os ingredientes de uma trama que relaciona mar e terra, pobreza e riqueza, sonho e fantasia.

Contador: António Júlio Santos

 

VETO Teatro Oficina

Nascido em 1969, é herdeiro de uma tradição de teatro em Santarém, tendo até 1973, se dedicado ao trabalho para crianças. É neste ano que, já com o nome de Veto Teatro Oficina, que estreou um espetáculo de grande ousadia política, dirigido e representado por Gomes Vidal, Carlos Oliveira, Maria João, Hélder Santos, Nuno Domingos, José Ramos e António Batalha.

As produções do Veto já foram apresentadas nos Estados Unidos, Republica Checa, Inglaterra, França, Finlândia, Espanha e Brasil. Em Portugal, percorreram todo o continente e ilhas, num total de mais de 250 teatros em todo o país

Quem vem ao FOLIO?

Sunday September 25, 2016 15:00 - 16:30
TENDA MAIS

16:00

Utopia – Matemática e Literatura - "Matemática e literatura do renascimento"

UTOPIA – Matemática e Literatura: Debate com Carlota Simões (Universidade de Coimbra) e Carlos Pereira dos Santos

Tema: matemática e literatura do renascimento 


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Pereira dos Santos

Carlos Pereira dos Santos

Carlos Pereira dos Santos é doutorado em Matemática pela Universidade de Lisboa. É co-autor de A Matemática do Código d'Vinci da Editora Gradiva e dos projectos da revista Visão/Público Jogos com História e Jogos do Mundo. É actualmente investigador e colaborador do Colégio... Read More →
avatar for Carlota Simões

Carlota Simões

Doutorada em Matemática pela Universidade de Twente, Países Baixos, é professora no Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra. É autora de "Descobre a Matemática" e co-autora de "Descobre o Som", da colecção Ciência a Brincar... Read More →


Sunday September 25, 2016 16:00 - 17:00
GALERIA L

16:00

Os Editores propõem: "Um momento meu" - Apresentação do livro de Paulo Caiado
Os editores propõem: "Um momento meu" - Apresentação do livro de Paulo Caiado
Editora Marcador

Sunday September 25, 2016 16:00 - 17:00
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

18:30

O Mundo Ideal - Utopias Religiosas

Há mais de um século que a visão evolucionista da sociedade nos disse que as religiões tenderiam para o desaparecimento; As sociedades mais evoluídas deixariam, mesmo, a prática religiosa, imagem de uma maturidade mais elevada que superaria totalmente a superstição.

Contudo, o apelo do factor religioso não deixou de ter ecos na nossa sociedade, onde nas últimas dezenas de anos vemos um “regresso do sagrado”, quer através das formas religiosas mais tradicionais, quer através de formas vindas de outras culturas e geografias.

Na frase que pela tradição bíblica Moisés nos lança como mote para este debate, vemos ecoar a origem das religiões monoteístas do Mediterrâneo: Abraão. Migrante, fugitivo ou refugiado, aquele que é o Profeta comum a Judeus, Cristãos e Muçulmanos lança o apelo da busca, da procura, da satisfação, não apenas na relação com o divino, mas também com a melhoria das condições de vida, a procura de alimento, de paz e de dignidade.

Através de códigos, como o Decálogo, ou de interditos alimentares e sociais, ou mesmo, através de regras para o funcionamento da finança, na sua origem, vemos as Religiões Abraâmicas como espaço de justiça social, de desenvolvimento e de afirmação de direitos.

Mas, regressados da História aos dias de hoje, onde reside a centelha de Utopia no desafio religioso? Como podem ser as religiões um espaço mental de busca do que nunca se encontrará mas não se deixa de buscar?

Entre o conservadorismo de instituições e de grupos que recusam a mudança, ou como motor transformador e criativo, onde colocamos hoje o pensamento e a prática religiosa, depois de tanta bibliografia já se produzido afirmando os dois opostos e tantas mais variantes a essa visão extremada entre o positivo e o negativo?

 


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Yonatan ben Avraham

Yonatan ben Avraham

Presidente da Associação de Amizade Portugal-Israel
avatar for Rachid Ismael

Rachid Ismael

Director do Colégio Islâmico de Palmela
JR

Jaime Ramos

Templo Ecuménico Universalista
avatar for Abdool Vakil

Abdool Vakil

Presidente da Comunidade Islâmica de Lisboa
avatar for Frei Fernando Ventura

Frei Fernando Ventura

Frei Fernando Ventura, franciscano capuchinho, nasceu em 1959. Teólogo e biblista, foi professor de Ciências Religiosas no ISCRA em Aveiro. É intérprete na Comissão Teológica Internacional da Santa Sé. Colabora, como tradutor, com diversos organismos internacionais, como a... Read More →
avatar for Richard Zimler

Richard Zimler

Nasceu em Nova Iorque em 1956 e é formado em Religião Comparada na Duke University e fez um mestrado de Jornalismo em Stanford. Foi jornalista durante quase uma década na região de São Francisco e desde 1990 que vive no Porto, onde lecionou jornalismo. Em 1996 publicou o romance... Read More →


Sunday September 25, 2016 18:30 - 19:30
THE LITERARY MAN HOTEL
 
Monday, September 26
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Monday September 26, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Monday September 26, 2016 11:00 - Wednesday October 26, 2016 21:00
MUSEU ABÍLIO

14:30

Remédios Literários Consultas de Biblioterapia
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ella Berthoud

Ella Berthoud

Ella Berthoud started reading on a journey from Tehran to London, on the parcel shelf of a Wolsey 1300 when she was five. She spent the next thirteen years reading books in inappropriate places like ski-lifts and trampolines. She studied English Literature at Cambridge University... Read More →
avatar for Susan Elderkin

Susan Elderkin

Susan Elderkin is the author of two critically-acclaimed novels, Sunset over Chocolate Mountains and The Voices. One of Granta’s 20 Best Young British Novelists in 2003, she also works as a critic and has taught creative writing on the MA courses at Birkbeck and Goldsmith’s. The... Read More →


Monday September 26, 2016 14:30 - 16:00
AMBULÂNCIA LITERÁRIA

16:00

O Amazonismo na música e Literariedade de Osmar Júnior”

“O Amazonismo na música e Literariedade de Osmar Júnior”, com a presença do artista.

A música de Osmar Júnior perlustra as devastações, as extinções, a biopirataria e a morte das culturas tradicionais da Amazônia


Quem vem ao FOLIO?

Monday September 26, 2016 16:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

16:30

Os Editores propõem: "Este é o tempo" - Conversa à volta do mundo e da vida
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Vítor Gonçalves

Vítor Gonçalves

Vítor Gonçalves Loureiro nasceu em Viseu em 1969.Iniciou a carreira de jornalista na RTP, em 1992, tendo-se especializado em assuntos de política nacional. Foi repórter parlamentar durante quatro anos. Em 2000, foi nomeado editor de política nacional. É apresentador e coordenador... Read More →
avatar for Adriano Moreira

Adriano Moreira

Jurista, político e professor universitário português nascido em 1922. Assumindo cargos públicos desde jovem, tendo sido figura destacada do Estado Novo no âmbito da política colonial: foi ministro do Ultramar, fundou e dirigiu institutos de estudos africanos, presidiu à Sociedade... Read More →



Monday September 26, 2016 16:30 - 17:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

17:00

19:00

O Mundo Ideal: O Entendimento Global
O Mundo Ideal: O do Entendimento Global Ano Internacional do Entendimento Global IYGU Convidados: - Comendador Rui Nabeiro - José Eduardo Agualusa - Luíz Oosterbeek Moderação: Celeste Afonso

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Comendador Nabeiro

Comendador Nabeiro

Rui Nabeiro nasceu em Campo Maior a 28 de Março de 1931.  Hoje, é um dos empresários mais conhecidos no nosso país, não apenas por ser o presidente da Delta Cafés, mas também por todas as actividades de carácter humanitário em que sempre participou de uma forma bastante... Read More →
avatar for Luiz Oosterbeek

Luiz Oosterbeek

Professor Coordenador e Pró-Presidente do Instituto Politécnico de Tomar. Membro dacoordenação do Ano Internacional do Entendimento Global. Secretário-Geral do ConselhoInternacional de Filosofia e Ciências Humanas e da União Internacional das Ciências Pré-Históricas e Proto-Históricas... Read More →

Organizadores
CA

Celeste Afonso

Vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Óbidos

Curadores
avatar for José Eduardo Agualusa

José Eduardo Agualusa

FOLIO AUTORES
José Eduardo Agualusa [Alves da Cunha] nasceu no Huambo, Angola, em 1960. Estudou Silvicultura e Agronomia em Lisboa, Portugal. Os seus livros estão traduzidos em 25 idiomas. Escreveu várias peças de teatro: “Geração W”, “Aquela Mulher”, “Chovem amores na Rua do Matador... Read More →

Monday September 26, 2016 19:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

19:30

Remédios Literários – Sessão de Abertura e apresentação do Livro
Remédios Literários – Sessão de Abertura e Apresentação do Livro “Novel Cure” / “Remédios Literários” - com Ella Berthoud e Susan Elderkin 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ella Berthoud

Ella Berthoud

Ella Berthoud started reading on a journey from Tehran to London, on the parcel shelf of a Wolsey 1300 when she was five. She spent the next thirteen years reading books in inappropriate places like ski-lifts and trampolines. She studied English Literature at Cambridge University... Read More →
avatar for Susan Elderkin

Susan Elderkin

Susan Elderkin is the author of two critically-acclaimed novels, Sunset over Chocolate Mountains and The Voices. One of Granta’s 20 Best Young British Novelists in 2003, she also works as a critic and has taught creative writing on the MA courses at Birkbeck and Goldsmith’s. The... Read More →


Monday September 26, 2016 19:30 - 20:30
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

21:30

Jornalismo, Utopia e Política

Jornalismo utopia e....

Não fazia sentido celebrar a utopia sem pensar em jornalismo, lugar primeiro onde se fixaram as narrativas, e também as utopias, que muitas vezes, com o passar do tempo se transformaram na História conhecida.

O mundo mudou. Com a imprensa, as utopias tornaram-se conhecidas; depois, com a rádio e a televisão, as utopias tornaram-se globais; agora, quando todo o conhecimento está disponível em toda a parte, serão as utopias lugares comuns? Ou precisam de se reinventar num mundo onde parece não haver impossíveis?

Como pensam os jornalistas que, dia a dia, escolhem os acontecimentos que na manhã seguinte, logo à tarde, ou neste minuto vão estar ao alcance de todos. Como é que a utopia os impacta. Será que ela existe? Ainda existe? Como é que se gere?

Falar de jornalismo e utopia em cada uma das áreas editorias em que se organizam os órgãos de comunicação social, é falar das escolhas que acontecem na ponta da caneta, no clicar da tecla, no microfone e na câmara. 

“Jornalismo, utopia e...”  - Política, Economia, Sociedade, Desporto, Cultura e a Rádio - são conversas de 50 minutos sem pausa para café. Diálogos simples, operativos, práticos, experiencialistas. São um telex, um take, um mail, um som, um post, um vivo.

Entre 26 e 30 de setembro. Em Óbidos.


Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Henrique Monteiro

Henrique Monteiro

Pertenceu à direção do jornal entre 1995 e 2005, tendo sido Diretor entre 2005 e 2011. Antes tinha sido editor da secção Sociedade e da Revista. Foi repórter em guerras a sério e em guerras políticas. Nasceu em 1956, é jornalista desde 1979 e entrou no Expresso em 1989... Read More →
avatar for António José Teixeira

António José Teixeira

É jornalista. Fez vida na rádio: Altitude, Comercial e TSF. Cresceu nos jornais: Diário de Lisboa, Diário de Notícias e Jornal de Notícias. Dedicou-se alguns anos à SIC Notícias e à SIC. Gosta de pensar que a liberdade e a tolerância são os nossos maiores valores. E de... Read More →


Monday September 26, 2016 21:30 - 22:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

23:00

CantoOndo
Portugalidade aliada às sonoridades mediterrânicas e à tradição 

Monday September 26, 2016 23:00 - 23:30
ÓBIDOS LOUNGE Rua Direita, 78/86, Óbidos
 
Tuesday, September 27
 

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 11:30
MUSEU ABÍLIO

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Tuesday September 27, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

14:30

Remédios Literários Consultas de Biblioterapia
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ella Berthoud

Ella Berthoud

Ella Berthoud started reading on a journey from Tehran to London, on the parcel shelf of a Wolsey 1300 when she was five. She spent the next thirteen years reading books in inappropriate places like ski-lifts and trampolines. She studied English Literature at Cambridge University... Read More →
avatar for Susan Elderkin

Susan Elderkin

Susan Elderkin is the author of two critically-acclaimed novels, Sunset over Chocolate Mountains and The Voices. One of Granta’s 20 Best Young British Novelists in 2003, she also works as a critic and has taught creative writing on the MA courses at Birkbeck and Goldsmith’s. The... Read More →


Tuesday September 27, 2016 14:30 - 16:00
AMBULÂNCIA LITERÁRIA

16:00

16:00

Expressões populares na região da tucujulândia
"Expressões populares na região da tucujulândia", com Marcia Jardim Rodrigues e Marcelino da Costa Alves Júnior seguido de desgustação de produtos do Amapá/Amazónia. (Espaço Clepul) 


Tuesday September 27, 2016 16:00 - 18:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

18:00

Jornalismo, Utopia e Sociedade
Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Hortelão

Rui Hortelão

Rui Hortelão nasceu em 1978, em Lisboa. Licenciado em Comunicação Social, pelo Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP), tem um mini-MBA pelo INDEG Business School/ISCTE e é jornalista desde 1997. Foi diretor-adjunto do Diário de Notícias e subdirector do... Read More →
avatar for Júlia Pinheiro

Júlia Pinheiro

Apresentadora de televisão , passou pela Rádio, apresentou inúmeros programas nos três canais de televisão nacionais e foi na SIC que encontrou o seu lugar, onde assumiu em 2011 o cargo de Directora de Formatação de Conteúdos e apresentou também o programa diário “Querida... Read More →


Tuesday September 27, 2016 18:00 - 19:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

18:30

Remédios Literários - Os livros que marcaram os autores e O sucesso e a arte da leitura

Sinopse:
Durante toda a nossa vida passamos por diversos processos de transformação. Vivê-los ou não é uma escolha que nos compete. Sendo a leitura uma das formas mais audazes de despertar em cada um de nós a verdadeira essência e a capacidade de mudança, é também através que garantimos acesso completo quer aos nossos recursos internos, quer aos vários padrões de sucesso.

Ler, Integrar, Aplicar, Partilhar, expressões que não passam despercebidas a quem utiliza a leitura para atingir a melhor versão de si próprio. Assim, e incidindo no processo da leitura como um dos mais significativos, vou desvendar os segredos que estão por detrás do sucesso através da leitura e de como esta pode mudar a sua vida!

O maior passo que podemos dar é aquele que damos para dentro de nós próprios rumo ao nosso autoconhecimento e ao nosso esplendor. E ler, dá-nos esta clareza.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ella Berthoud

Ella Berthoud

Ella Berthoud started reading on a journey from Tehran to London, on the parcel shelf of a Wolsey 1300 when she was five. She spent the next thirteen years reading books in inappropriate places like ski-lifts and trampolines. She studied English Literature at Cambridge University... Read More →
avatar for Susan Elderkin

Susan Elderkin

Susan Elderkin is the author of two critically-acclaimed novels, Sunset over Chocolate Mountains and The Voices. One of Granta’s 20 Best Young British Novelists in 2003, she also works as a critic and has taught creative writing on the MA courses at Birkbeck and Goldsmith’s. The... Read More →
avatar for César Ferreira

César Ferreira

Toda a vida tem uma história. A minha não é diferente. Oriundo da Ilha da Madeira, a famosa “Pérola do Atlântico”, iniciei a minha viagem pela leitura aos 7 anos. Primeiro pela banda desenhada, depois pela coleção de Júlio Verne e mais tarde pela Bíblia em que descobri... Read More →


Tuesday September 27, 2016 18:30 - 19:30
THE LITERARY MAN HOTEL

19:00

Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá
Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá

Tuesday September 27, 2016 19:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

19:30

Os autores propõem: "Desnorte e Desamparo" Apresentação dos livros de Inês Pedrosa
Os autores propõem: "Desnorte" e "Desamparo" - Apresentação do livro de Inês Pedrosa com Inês Pedrosa e Gilson Lopes
Editora Dom Quixote 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →
avatar for Inês Pedrosa

Inês Pedrosa

Inês Pedrosa nasceu em 1962. Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa, trabalhou na imprensa, na rádio e na televisão. Dirigiu a revista Marie Claire entre 1993 e 1996. Foi diretora da Casa Fernando Pessoa entre 2008 e 2014. Mantém desde há 13... Read More →


Tuesday September 27, 2016 19:30 - 20:30
TENDA MAIS

21:30

A Cidade Ideal: Parte I
Conversas de Bolso
A Cidade Ideal Parte I
Convidados: Rui Moreira (CÂMARA MUNICIPAL DO PORTO), Álamo de Meneses (CÂMARA MUNICIPAL DE ANGRA DO HEROÍSMO), Humberto Marques (CÂMARA MUNICIPAL DE ÓBIDOS), Michael Vandebril (DIRECTOR DE “ANTWERP BOOK CITY”), Ana Abrunhosa (PRESIDENTE DA CCDR CENTRO) e João Soares (DEPUTADO)
 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Abrunhosa

Ana Abrunhosa

Presidente da CCDR CENTRO
avatar for Humberto Marques

Humberto Marques

Mayor, Câmara Municipal de Óbidos
Presidente da Câmara Municipal de Óbidos
avatar for Álamo de Meneses

Álamo de Meneses

Presidente da Câmara Municipal de Angra do Heroísmo
avatar for Rui Moreira

Rui Moreira

Nasceu no Porto a 8 de Agosto de 1956. Frequentou o Colégio Alemão do Porto, o Liceu Nacional Garcia de Orta e licenciou-se em gestão de empresas em 1978, pela Universidade de Greenwich (Londres, Inglaterra), tendo obtido, nesse ano, o prémio de melhor aluno do curso. Regressado... Read More →
avatar for João Soares

João Soares

João Barroso Soares (Lisboa, São Cristóvão e São Lourenço, 29 de agosto de 1949), normalmente conhecido apenas como João Soares, é um editor literário e político português. Foi Presidente da Câmara Municipal de Lisboa entre 1995 e 2002, e ministro da Cultura do XXI Governo... Read More →
avatar for Michael Vandebril

Michael Vandebril

Director de “Antwerp Book City”


Tuesday September 27, 2016 21:30 - 22:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

22:30

Caixa de Pandora
The art as a living soul, free and unpredictable 

Tuesday September 27, 2016 22:30 - 23:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos
 
Wednesday, September 28
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Wednesday September 28, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

16:00

Jornalismo, Utopia e Economia
Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for André Macedo

André Macedo

É jornalista desde 1995 e integrou a equipa fundadora do jornal “i”, onde desempenhou as funções de diretor-adjunto. Antes passara pela direção do Diário Económico, onde foi subdiretor, mais tarde diretor-adjunto e finalmente diretor. Passou também pela revista Sábado... Read More →
avatar for Nicolau Santos

Nicolau Santos

Nicolau Santos é um jornalista português. Jornalista especializado em assuntos económicos, é director-adjunto do semanário Expresso e co-apresentador do Expresso da Meia-Noite, transmitido na SIC Notícias.


Wednesday September 28, 2016 16:00 - 17:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

17:00

Os editores propõem: "L’Ecume des voyages, Lisbonne et autres lieux" - Apresentação do livro com o autor Vincent Jacq, Sylviane Sambor e Sérgio Andrade
Os editores propõem: "L’Ecume des voyages, Lisbonne et autres lieux" -  Apresentação do livro com o autor Vincent Jacq, Sylviane Sambor e Sérgio Andrade.
Editora L’Escampette 


Wednesday September 28, 2016 17:00 - 18:00
TENDA MAIS

17:00

17:30

Remédios Literários Consultas de Biblioterapia
Remédios Literários Consultas de Biblioterapia com César Ferreira


Quem vem ao FOLIO?
avatar for César Ferreira

César Ferreira

Toda a vida tem uma história. A minha não é diferente. Oriundo da Ilha da Madeira, a famosa “Pérola do Atlântico”, iniciei a minha viagem pela leitura aos 7 anos. Primeiro pela banda desenhada, depois pela coleção de Júlio Verne e mais tarde pela Bíblia em que descobri... Read More →


Wednesday September 28, 2016 17:30 - 18:30
AMBULÂNCIA LITERÁRIA

18:30

Walking River Trunk
Acreditando na música, contendo esta qualquer estilo ou fusão, como umexcelente veículo Artístico e Cultural, este trabalho pretende partilhar pensamentos,sentimentos, sensações... Nasce essencialmente de influências Folk/Rock/Blues. Todas as Cançõesservem os textos, muitas das vezes motivados e inspirados em Histórias Verídicas,trazendo a este trabalho o realismo necessários para fazer a ponte entre os nossossonhos, desejos, convicções...


Wednesday September 28, 2016 18:30 - 19:30
TENDA CONCERTOS CERCA DO CASTELO

18:30

Remédios Literários: De gago a grande – como a Leitura me deu voz com César Ferreira

Sinopse:
Durante mais de três décadas anos vivi um processo de gaguez que me limitou em todos os sentidos. Desde as dificuldades na aprendizagem ao constante desafio na relação com os outros, a gaguez influenciou a minha vida levando-me a renegar todo o meu potencial e toda a minha autenticidade.

Mas através da leitura, nomeadamente da biblioterapia, encontrei os recursos ideais para ultrapassar o desafio da gaguez e assumir a minha grandeza perante mim próprio e o mundo.

De Gago a Grande conta a minha história pessoal de como venci a gaguez através da aplicação da leitura como fonte de motivação, de inspiração e de superação.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for César Ferreira

César Ferreira

Toda a vida tem uma história. A minha não é diferente. Oriundo da Ilha da Madeira, a famosa “Pérola do Atlântico”, iniciei a minha viagem pela leitura aos 7 anos. Primeiro pela banda desenhada, depois pela coleção de Júlio Verne e mais tarde pela Bíblia em que descobri... Read More →


Wednesday September 28, 2016 18:30 - 19:30
THE LITERARY MAN HOTEL

19:00

Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá juntamente com os actores da peça “Lendas e Mitos da Amapá/ Amazônia”
Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá juntamente com os actores da peça “Lendas e Mitos da Amapá/ Amazônia” (Ruas de Óbidos). (Clepul) 

Wednesday September 28, 2016 19:00 - 21:30
RUAS DE ÓBIDOS

22:30

Quinteto Party Brass Band
Quinteto Party Brass Band
Ritmos Balcânicos 

Wednesday September 28, 2016 22:30 - 23:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos
 
Thursday, September 29
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Thursday September 29, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

15:00

Leituras Massajadas, por João XXI
Custo: 3€ 
Duração: 15 minutos  

Thursday September 29, 2016 15:00 - Sunday October 2, 2016 17:30
AMBULÂNCIA LITERÁRIA

16:30

Os editores propõem: "O dia em que os lápis desistiram" de Oliver Jeffers

O DIA EM QUE OS LÁPIS DESISTIRAM, de Oliver Jeffers

Leitura encenada + Oficina para mini-artistas

Com o contador de histórias e arte-educador Diogo deCalle

É a desenhar, riscar e pintar que percebemos que nem sempre o desenho é feito a partir de uma folha em branco. Monet, Van Gogh e Pollock são os nomes de alguns artistas cuja genialidade nasceu sob a forma de fazer diferente, dentro ou fora, com ou sem linhas. Todos eles receberam medalha de ouro pela originalidade. Nesta oficina, experimentar é como pintar o mar com qualquer outra cor, experimentar é (ar)riscar e persistir.


Número máximo de participantes: 40



Quem vem ao FOLIO?
avatar for Diogo deCalle

Diogo deCalle

Diogo deCalle é formado em Artes Plásticas. No seu percurso artístico, destacou-se a nível nacional como Jovem Criador 2008, na categoria de Artes Plásticas, e em 2010 foi bolseiro da Fundación CIEC (Betanzos, Espanha), onde realizou uma especialização em litografia. Como... Read More →



Thursday September 29, 2016 16:30 - 18:00
TENDA MAIS

18:00

Jornalismo, Utopia e Rádio
Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for João Paulo Baltazar

João Paulo Baltazar

Nasceu em Angola em 1967 mas cresceu em lisboa.Estudou Comunicação Social e começou a aprender a contar histórias na rádio há 23 anos.É ex-jornalista da TSF e atual Diretor da Informação da RDP.
avatar for Joao Carlos Costa

Joao Carlos Costa

Ligado às rádios e à televisão, João Carlos Costa é também proprietário da ADN – Agência de Comunicação Global. Tem colaborado ultimamente com a RTPi, TV Caldas, 102FM Rádio e Gazeta das Caldas. Deputado municipal na Assembleia Municipal de Óbidos, João Carlos Costa... Read More →


Thursday September 29, 2016 18:00 - 19:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

19:00

Conversas da Fundação – (FFMS) – Democracia

Pela primeira vez, a Fundação Francisco Manuel dos Santos (FFMS) estará presente no FOLIO, nesta sua edição de 2016.

Fruto de uma parceria com a Câmara Municipal de Óbidos, é com a maior honra e com grande gosto que a Fundação marcará presença neste importante Festival Literário, um dos mais prestigiados do País.

Ao levar a Óbidos as suas publicações – estudos, as colecções de Ensaios e de Retratos, etc. – a Fundação Francisco Manuel dos Santos cumpre o seu objectivo estatutário de promover o conhecimento com vista à formação de uma opinião mais esclarecida e informada.

No Festival, nas Conversas da Fundação, haverá um debate sobre «Democracia em Sobressalto», um dos grandes desafios do nosso tempo, além do lançamento de dois ensaios, um sobre Ambiente e outro sobre Pessoas com Deficiência em Portugal, dois temas que certamente despertarão o interesse dos milhares de visitantes desta festa dos livros e da cultura, a que a FFMS se associa com enorme entusiasmo.

António Araújo

Director de Publicações da FFMS


Quem vem ao FOLIO?
TF

Tiago Fernandes

Tiago Fernandes é professor na Universidade Nova de Lisboa e investigador do Instituto Português de Relações Internacionais. É o responsável pelo Centro Regional da Europa do Sul do projeto Varieties of Democracy (V-Dem). No âmbito deste projeto, co-financiado pela Fundação... Read More →
avatar for Pedro Lomba

Pedro Lomba

Pedro Lomba foi secretário de Estado adjunto e do desenvolvimento regional no XIX Governo Constitucional. É advogado, professor assistente na Faculdade de Direito de Lisboa e presidente do Gabinete de Estudos do PSD.
avatar for António José Teixeira

António José Teixeira

É jornalista. Fez vida na rádio: Altitude, Comercial e TSF. Cresceu nos jornais: Diário de Lisboa, Diário de Notícias e Jornal de Notícias. Dedicou-se alguns anos à SIC Notícias e à SIC. Gosta de pensar que a liberdade e a tolerância são os nossos maiores valores. E de... Read More →


Thursday September 29, 2016 19:00 - 20:00
THE LITERARY MAN HOTEL

21:30

Um Auto para Jerusalém – Teatro – GTPWA
Um Auto para Jerusalém encenação de Luís Costa, a partir do livro de Mário Cesariny

Thursday September 29, 2016 21:30 - 22:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

22:30

Tiago Gomes e Flak - Concerto
Flak e Tiago Gomes partem de improvisos entre palavras, guitarras e electrónica e após a realização de 15 espectáculos em diversos locais, construíram bases para misturar literatura e música. O resultado é uma fusão de Spoken Word, palavra falada, cantada, dita com a guitarra. Os textos são da autoria de Tiago Gomes, Jack Kerouac, Fonollosa, Daniel Filipe, Manifesto Dada, Bob Kaufman, Sam Shepard, Lawrence Ferlinghetti, Langston Hughes entre outros.  Destaque para a interpretação do poderoso poema A Invenção do Amor de Daniel Filipe e de excertos do Manifesto Dada que aqui se apresentam como uma sinfonia dadaísta em várias partes. O espectáculo tem um valor negociável, assegurando, a entidade compradora, as deslocações, estadias e refeição para 2 pessoas. 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for FLAK

FLAK

Compositor, produtor, formador e guitarrista, Flak é um dos activos intervenientes da música nacional. Personagem de cunho inolvidável, desde há cerca de 30 anos no universo musical alternativo nacional, e não só, Flak é compositor, produtor, formador e guitarrista, dividindo-se... Read More →
avatar for Tiago Gomes

Tiago Gomes

Nascido em Lisboa em 1971. Poeta com 5 livros editados em Portugal (Caixa Negra de avião desviado por ataque terrorista, Homem vago em cinzento, Brincadeiras com cianeto, Viola-me eléctrica e a Auto-ajuda) e um em Espanha (Obra Poética). Já publicou poemas em Espanha, Itália... Read More →



Thursday September 29, 2016 22:30 - 23:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

00:00

Dj Vaipes - Dj Set Literário
Quem vem ao FOLIO?
DV

Dj Vaipes

Enérgico e Atlético, DJ Vipes passa do soul, ao blues ao funk e a rock das raízes, bem como alguma eletrónica se a noite pedir para dançar com pé mais firme. DJ Vaipes põe música desde 1996 e já passou por vários sítios e países, bares mais pequenos, discotecas maiores... Read More →


Friday September 30, 2016 00:00 - Sunday October 30, 2016 01:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos
 
Friday, September 30
 

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Friday September 30, 2016 11:00 - 13:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Friday September 30, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

15:30

Conversa de Bolso - (An)Utopias, Moinhos de vento e uma cabana

Conversa de Bolso - (An)Utopias, Moinhos de vento e uma cabana com Maria João Mayer Branco, Marta Wengorovius, Paulo Trigo Pereira


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Maria João Mayer Branco

Maria João Mayer Branco

Maria João Mayer Branco (Lisboa, 1974) estudou Filosofia na Universidade Nova de Lisboa e na Università degli Studi di Pisa (Itália). Doutorou-se com uma tese sobre arte e filosofia no pensamento de Nietzsche sob a orientação de Maria Filomena Molder. É investigadora no IFILNOVA... Read More →


Friday September 30, 2016 15:30 - 16:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

16:00

Palestras Clepul

Jorge Couto,

Da importância geo-política da viagem de Cabral à valia estratégica de um território amazónico de fronteira: a capitania do Cabo do Norte (Amapá)

Maria Adelina Amorim,

Franciscanos nas terras onde o Brasil começa: o Cabo do Norte



Friday September 30, 2016 16:00 - 18:00
GALERIA PELOURINHO Largo de São Pedro, 2510-086 ÓBIDOS

18:00

Utopia – Matemática e Literatura: Noite Europeia dos Investigadores

UTOPIA – Matemática e Literatura:

Debate com José Francisco Rodrigues (Universidade de Lisboa) e Maria Luísa Malato (Universidade do Porto)

 O matemático e poeta José Anastácio da Cunha (Noite dos Investigadores) – 


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Maria Luísa Malato

Maria Luísa Malato

Professora na Universidade do Porto. Editou entre 2001 e 2006 a obra literária de José Anastácio da Cunha. Investiga escritores esquecidos da Literatura Portuguesa do século XVIII e utopias portuguesas desconhecidas. Colabora sempre em qualquer coisa que lhe peçam sobre Albert... Read More →
avatar for José Francisco Rodrigues

José Francisco Rodrigues

Matemático, professor na Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, foi organizador e co-editor das Atas do Colóquio Internacional de Lisboa “Anastácio da Cunha (1744/1787), o matemático e o poeta” e é atualmente o diretor do Centro Internacional de Matemática.


Friday September 30, 2016 18:00 - 19:00
POUSADA DO CASTELO

18:00

Jornalismo, Utopia e Desporto
“O bonito é uma utopia ou a via mais pragmática para vencer?” Conversa entre Francisco José Viegas e Gabriel Alves 

Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gabriel Alves

Gabriel Alves

Comentador, A Bola TV
Começou na Área da Comunicação na rádio  na Escola do Rádio Clube de Moçambique em 1966, onde trabalhou até 1973 Integrou os quadros da Emissora Nacional em 1974 e os gerados no seu seguimento, RDP, Antena1 e Rádio Comercial. Jornalista e comentador desportivo na RTP de... Read More →
avatar for Francisco José Viegas

Francisco José Viegas

FRANCISCO JOSÉ VIEGAS nasceu em 1962. Professor, jornalista e editor, é responsável pela revista Ler e foi também diretor da revista Grande Reportagem e da Casa Fernando Pessoa. De junho de 2011 a outubro de 2012 exerceu o cargo de Secretário de Estado da Cultura do XIX Governo... Read More →


Friday September 30, 2016 18:00 - 19:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

18:30

Os editores propõem: "O Comboio do Luxemburgo" de Irene Flunser Pimentel
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Irene Flunser Pimentel

Irene Flunser Pimentel

Distinguida com o Prémio Pessoa em 2007, é licenciada em História pela Faculdade de Letras da Universidade Clássica de Lisboa, mestre em História Contemporânea e doutorada em História Institucional e Política Contemporânea, pela Faculdade de Ciências... Read More →
MD

Margarida de Magalhães Ramalho

Margarida de Magalhães Ramalho é licenciada em História da Arte. Responsável pelas escavações arqueológicas realizadas entre 1987 e 2005 na Fortaleza de Nª Sª da Luz, em Cascais, tem alguns estudos publicados nesta matéria. Entre 1993 e 1998 pertenceu aos quadros da EXPO'98... Read More →


Friday September 30, 2016 18:30 - 19:30
THE LITERARY MAN HOTEL

18:30

Os editores propõem: Apresentação do Livro “Deixar Aleppo” de Manuela Niza Ribeiro

Apresentação do Livro “Deixar Aleppo” de Manuela Niza Ribeiro

Editora Althum

 


Friday September 30, 2016 18:30 - 19:30
LIVRARIA DO MERCADO Rua Direita 27, 2510-001 Óbidos

19:00

Conversas da Fundação - (FFMS) – Pessoas Com Deficiência
Conversas da Fundação - (FFMS) – Pessoas Com Deficiência – Fernando Fontes , José Serôdio e Jorge Falcato 

Friday September 30, 2016 19:00 - 20:00
TENDA MAIS

19:00

Jornalismo, Utopia e Cultura
Moderador
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Eduardo Cabrita

Eduardo Cabrita

Ministro AdjuntoEduardo Cabrita nasceu no Barreiro, em 1961. Licenciado em Direito, menção de Ciências Jurídico-Económicas, pela Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa (1979-84) e teve aprovação na 1.º fase do 1.º Programa de Doutoramento da Faculdade de Direito... Read More →
avatar for Ana Daniela Soares

Ana Daniela Soares

Ana Daniela Soares,  licenciada em Enfermagem e Ciências da Comunicação, integra os quadros da RTP em 2005. Entre 2005 e 2007 apresentou inúmeros programas musicais na Antena 2. Realizou e apresentou o programa de final de tarde da Antena 2 entre 2007 e 2010. Em 2010 começa... Read More →
avatar for José Carlos Vasconcelos

José Carlos Vasconcelos

José Carlos de Vasconcelos nasceu em Paços de Ferreira a 10 de Setembro de 1940 e é um jornalista, advogado e político português.Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra iniciou a carreira em 1966 no Diário de Lisboa. Foi dirigente da Associação Académica de Coimbra... Read More →


Friday September 30, 2016 19:00 - 20:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

19:00

Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá
Apresentação de músicas regionais por músicos da região do Amapá (Ruas de Óbidos). (Clepul) – Galeria Pelourinho

Friday September 30, 2016 19:00 - 21:00
RUAS DE ÓBIDOS

19:30

Dia Llull - Debate - Institut Ramon Llull Catalunha - Utopia/Democracia
Dia Llull - Institut Ramon Llull CATALUNHA
Utopia/Democracia Conversa com  Joaquim Nadal e António José Seguro.
Moderação: Santiago A. Paniagua

Moderador
SA

Santiago Alonso Paniagua

Santiago Alonso Paniagua tem 68 anos e é natural de Valladolid. Licenciado em ciÊncias da informação pela universidade Complutense de Madrid. Colaborador Literário em vários jornais espanhóis, é co-autor do livro "Aislada Orbita” da editora “Inventarios Provisionales... Read More →

Quem vem ao FOLIO?
JN

Joaquim Nadal

Joaquim Nadal i Farreras (Gerona, 31 de janeiro de 1948) é um político espanhol e historiador, professor de História Contemporânea da Universidade de Gerona. De 22 de dezembro de 2003 a 29 de dezembro de 2010 foi conselheiro de Política Territorial e Obras Públicas do Governo... Read More →
avatar for António José Seguro

António José Seguro

António José Martins Seguro é um político português, membro e antigo Secretário-geral do Partido Socialista. Atualmente, é Professor convidado na Universidade Autónoma de Lisboa.


Friday September 30, 2016 19:30 - 20:30
POUSADA DO CASTELO
 
Saturday, October 1
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Saturday October 1, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

12:00

Estórias Contadas: HISTÓRIAS DE SONHO

HISTÓRIAS DE SONHO

Ouvir histórias é permitir o sonho, é ter imaginação disponível para receber um mundo mágico e deixar-se estimular pelas personagens que habitam nos livros infantis (sessão onde serão apresentadas várias histórias, umas contadas com o apoio de técnicas de leitura encenada, outras com o apoio de marionetas) 

 

O “Aqui Há Gato” nasceu em 2007, fruto do gosto partilhado pela ARTE e pela EDUCAÇÃO. Este projeto cultural apresenta-se como uma associação especializada na infância que se preocupa em proporcionar o desenvolvimento pleno da criança em idade pré-escolar e escolar, a nível cognitivo, psicomotor e afetivo, permitindo a livre expressão das emoções e incentivando a criança enquanto ser Criativo e Artístico.


Saturday October 1, 2016 12:00 - 13:00
TENDA MAIS

15:00

16:00

16:30

“A sustentável leveza do ser” - Conversa com Afonso Borges e Leila Ferreira

A sustentável leveza do ser" - Conversa com Leila Ferreira, Afonso Borges e Luís Osório. Moderador: José Pinho


Quem vem ao FOLIO?
Curadores
avatar for José Pinho

José Pinho

FOLIO MAIS
José Duarte de Almeida Pinho, conhecido num mundo dos livros por José Pinho, imaginou-se um pastor moderno e até comprou uma cabana na serra de São Macário, projetou introduzir um chip nas cabras e vigiá-las pelo computador e produzir queijos e frutos silvestres. Mas, por enquanto... Read More →

Saturday October 1, 2016 16:30 - 17:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

18:00

"O Mundo Ideal: O das Utopias Recentes em Portugal"
O Mundo Ideal: O das Utopias Recentes em Portugal Com Isabel do Carmo, Matilde Gago da Silva (As possibilidades de organização atuais) e Roger Claustre (Experiências do quotidiano nos anos 60 e 70 - a confirmar) 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Isabel do Carmo

Isabel do Carmo

Doutorada pela Faculdade de Medicina de Lisboa, a Prof.ª Isabel do Carmo é médica, endocrinologista, e uma das maiores especialistas portuguesas em obesidade e comportamento alimentar. Foi fundadora da Sociedade Portuguesa para o Estudo da Obesidade e da Sociedade Científica (Núcleo... Read More →


Saturday October 1, 2016 18:00 - 19:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

18:00

Os editores propõem: Júlio Pomar - Obra Gráfica/Graphic Work - Apresentação de livro
Os editores propõem: Júlio Pomar - Obra Gráfica/Graphic Work - Apresentação de livro Organização e textos de Alexandre Pomar e Mariana Pinto dos Santos
Edição Caleidoscópio

Saturday October 1, 2016 18:00 - 19:00
TENDA MAIS

18:30

Os editores propõem: "Do que se conclui" que Apresentação do livro de Marta Navarro
Os editores propõem: "Do que se conclui" que Apresentação do livro de Marta Navarro
Editora a tua mãe*
Apresentação de Ricardo Norte

Quem vem ao FOLIO?

Saturday October 1, 2016 18:30 - 19:30
LIVRARIA DO MERCADO Rua Direita 27, 2510-001 Óbidos

19:00

Conversas da Fundação – (FFMS) – Ambiente em Portugal
Sofia Guedes Vaz, Joana Lobo Antunes 


Saturday October 1, 2016 19:00 - 20:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

19:00

Editores Propõem - Apresentação Livro “UTOPIAS. Ensaios sobre Religião, Política e História” de Michael Löwy
Os editores propõem: "UTOPIAS. Ensaios sobre Religião, Política e História"  - Apresentação do livro de Michael Löwy Co-edição UNIPOP e Ler Devagar Apresentação de José Neves e Francisco Louçã 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Francisco Louçã

Francisco Louçã

Francisco Louçã, nascido em Lisboa, economista. Foi deputado (1999-2012) e é professor de economia na Universidade de Lisboa. Os últimos livros que publicou foram "A Dividadura" e "Isto é um Assalto" (Bertrand, 2012 e 2013), ambos com Mariana Mortágua, "Os Burgueses" (Bertrand... Read More →


Saturday October 1, 2016 19:00 - 20:00
POUSADA DO CASTELO

19:00

Do Papel ao Palco
Espaço Inatel – Lançamento da 20ª edição do Concurso INATEL Teatro Novos Textos. Conversa com autores premiados 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Cláudia Lucas Chéu

Cláudia Lucas Chéu

Nasceu em Lisboa em 1978. É poeta, dramaturga e argumentista. Frequentou o curso de Línguas e Literaturas Modernas e concluiu o curso de Formação de Actores da Escola Superior de Teatro e Cinema. Publicou Poltrona – monólogo para uma mulher (2011), Glória ou como Penélope... Read More →
avatar for Luis Miguel Cintra

Luis Miguel Cintra

Luis Miguel Cintra nasceu em 1949 e é um dos nomes maiores do teatro em Portugal, uma das grandes referências para várias gerações de atores. Ator e encenador, foi bolseiro da Gulbenkian na Bristol Old Vic Theatre School e, em 1973, fundou o... Read More →
avatar for Luísa Costa Gomes

Luísa Costa Gomes

Nasceu em 16 de Junho de 1954. É licenciada em Filosofia pela Faculdade de Letras de Lisboa. Foi por vários anos professora do Ensino Secundário e trabalhou ainda no programa Escritores nas Escolas. Traduziu livros, traduziu e legendou filmes, Tem colaborado em vários jornais... Read More →


Saturday October 1, 2016 19:00 - 20:00
TENDA MAIS

19:30

Conversas de Bolso - A Cidade Ideal: Parte II
A Cidade Ideal: Parte II  com Pedro Machado, Luís Pedro Silva, Fátima Vieira e Telmo Faria 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Fátima Vieira

Fátima Vieira

Fátima Vieira é Professora Associada com Agregação da Faculdade de Letras da U.Porto (FLUP), onde lecciona desde 1986. É Book Review Editor do periódico norte-americano Utopian Studies, diretora da colecção “Nova Biblioteca das Utopias” (Editora Afrontamento) e dos periódicos... Read More →


Saturday October 1, 2016 19:30 - 20:30
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos

21:30

Conversas de Bolso - O Mundo Ideal
O Mundo Ideal Com Pacheco Pereira (Democracia Ateniense), Francisco Louçã (Socialismo Utópico), Anselm Jappe (De uma Utopia a outra) e José Bragança de Miranda (Novas Utopias) 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Anselm Jappe

Anselm Jappe

Ensaísta e filósofo, Anselm Jappe nasceu em 1962 na Alemanha, tendo feito os seus estudos em Itália e em França, onde vive actualmente. Teórico da crítica do valor, distinguiu-se pela proximidade com o grupo que, na Alemanha, editou a revista Krisis e, posteriormente, a Exit! Em Portugal... Read More →
avatar for Francisco Louçã

Francisco Louçã

Francisco Louçã, nascido em Lisboa, economista. Foi deputado (1999-2012) e é professor de economia na Universidade de Lisboa. Os últimos livros que publicou foram "A Dividadura" e "Isto é um Assalto" (Bertrand, 2012 e 2013), ambos com Mariana Mortágua, "Os Burgueses" (Bertrand... Read More →
avatar for José Pacheco Pereira

José Pacheco Pereira

José Pacheco Pereira nasceu no Porto, em 1949. Participou na luta contra a ditadura antes do 25 de Abril. Foi professor de vários graus de ensino. Foi deputado na Assembleia da República e no Parlamento Europeu, e dirigente do PSD. Publicou mais de uma dezena de livros sobre História... Read More →


Saturday October 1, 2016 21:30 - 22:30
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

00:00

Folio Tardio - DJ Stereossauro
Sunday October 2, 2016 00:00 - 01:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos
 
Sunday, October 2
 

11:00

11:00

Escritores de Afonso Cruz

ESCRITORES

Uma exposição de Afonso Cruz

 Esta é uma exposição de ilustrações de escritores de várias gerações, desde o Renascimento à contemporaneidade, executadas inicialmente para a feira do livro de Bogotá - aquando da participação portuguesa como país convidado -, e representando autores tão diversos como Camões, Vergílio Ferreira ou Raúl Brandão.

Insistindo no vínculo entre leitores e escritores, pretende-se estimular a leitura, o conhecimento e reconhecimento dos escritores lusófonos, dando-lhes forma e protagonismo.

Foi agora transformada num espaço de convívio entre leitores e autores, na esperança de que haja a intimidade de uma sala. Façamos de conta que visitamos a casa de uma tia-avó e que nos sentamos junto ao aparador, bebemos um chá (ou uma ginjinha), conversamos com toda a literatura que nos envolve, com os retratos de pessoas que amamos e que exibimos em molduras velhas, para bem da nossa felicidade e da possibilidade de continuarmos a ser um diálogo, independentemente das limitações espácio-temporais que a física impõe.

A literatura, imanente e transcendente, estará nessa sala, no aparador da tia-avó, chegando a nós com a mesma facilidade com que chega ao cantinho mais remoto do universo. Dois cantinhos que nunca ninguém terá capacidade de varrer.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Afonso Cruz

Afonso Cruz

Escritor, ilustrador e músico, Afonso Cruz é uma referência no panorama nacional do romance e da ilustração. Reconhecido também pelos seus trabalhos na ilustração infantil, Afonso Cruz foi várias vezes premiado pelo seu trabalho com, por exemplo, o Grande Prémio de Conto... Read More →



Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
FOYER CASA DA MÚSICA R. Josefa de Óbidos 01, 2510-000 Óbidos

11:00

Júlio Pomar: Dom Quixote
Cervantes é a mais continuada cumplicidade literária de Júlio Pomar, que tem na sua obra, desde sempre, as fontes literárias e a ilustração como uma das grandes pistas de criação.De Sidónio Muralha, Alves Redol e Cardoso Pires, em 1949, depois Camilo, Tolstoi, Dante e Rabelais, até Camões e Pessoa, Pöe, Homero, a lista é longa, separando-se sempre mais a interpretação dopretexto ilustativo para viver por si mesmo na autonomia do desenho oudo quadro. É a abertura para caminhos da imaginação,por via da ficção e do mito, que alterna com a observação do real e seus espectáculos: cenas do trabalho, retratos e corpos, Índios da Amazónia, etc. Começou essa relação com Cervantes por um convite para ilustrar as «Novelas Exemplares», em1958 (ed. Folio). Mas foi «D. Quixote» que ocupou o artista em sucessivas etapas, ultrapassando as encomendas para fazer dos heróisou anti-heróis, e de diferentes episódios narrativos, temas pessoais, abordados em múltiplos modos de fazer. Em 1959-61, com as pequenas pinturas sobre cartão para uma edição Bertrand, Quixote apareceu Quixote num ciclo de seis gravuras, cinco pinturas e esculturas de ferros soldados. Quando em 1997 surgiu a ideia de reunir essa produção numa só exposição (Gandarinha, Cascais), a revisão da obra feita proporcionou a vontade de acrescentar-lhe uma variação sobre o episódio dos carneiros, em tela de muito grande formato. Dela se editou uma versão em serigrafia, agora exposta. Outra releitura do Quixote aconteceu já em 2005, para uma edição do Expresso em 10 partes semanais, que Pomar tomou como razão de mais um mergulho no desenho, sempre praticado com variada regularidade. Foram reencontros (ou recomeços) assumidos em plena liberdade decriação, acompanhando a par e passo a paginação dos cadernos por Henrique Cayatte. E outra série de pinturas quixotescas surgiu com estes desenhos.


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU MUNICIPAL Rua Direita 97, Óbidos

11:00

O LAGARTO de J. Borges
A segunda edição do FOLIO recebe em estreia mundial uma exposição que junta as palavras de José Saramago ao inconfundível traço do artistapopular brasileiro J. Borges. A partir de um texto escrito em 1973 pelo Prémio Nobel português,O Lagarto, J. Borges criou um conjunto de xilogravuras que propõem uma nova leitura para a história de uma misteriosa criatura que surge no Chiado, em Lisboa. Em Óbidos, serão expostas pela primeira vez as peças em madeira talhadas pelo renomadoartista brasileiro para o livro, assim como as suas impressões originais. Também no decorrer do FOLIO será apresentada a primeira edição de O Lagarto, com a chancela da Porto Editora, no dia 22 às 18h30. 

Museu Abílio - Hall e piso 0 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Francisco Borges

José Francisco Borges

Mais conhecido como J. Borges é um dos mestres da literatura de Cordel, xilogravurista e um dos artistas populares brasileiros mais conceituados na América Latina e no mundo. Nasceu em1935 em Pernambuco e, aos 21 anos, iniciou-se na escrita de folhetos de cordel e, pouco depois... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

Retratos de autores, encontros nos caminhos da vida - Carlos Freire

Retratos de autores,
encontros nos caminhos da vida.

Meus anos de jovem fotógrafo em Paris se passaram da melhor maneira possível, dou-me conta disso ao concentrar minha memória para escrever este texto destinado à imprensa portuguesa informando-a sobre esta exposição de retratos de escritores na Folio 2016 em Óbidos.

Em 1973 comecei minha vida em fotografia. Um começo sem hesitações visto minha vontade de ganhar o que necessitava para sobreviver em Paris, realizando retratos de escritores de meu gosto, autores que eu havia lido em sua maioria, e vendendo as fotografias desses escritores por mim selecionados para editores, revistas literárias e páginas culturais de jornais franceses.

Deu certo, pois durante alguns anos trabalhei muito nesse campo, e o ampliei, pois tive a oportunidade de trabalhar com páginas culturais e editores em Londres. Nunca fui fotojornalista, meu ritmo de trabalho, lento e contemplativo, recusou naturalmente essa profissão, que requer um outro tipo de atitude, de temperamento. Atitude mais metódica, a dos fotojornalistas, mais objetiva.

Meus encontros me formaram, desde a adolescência, meus caminhos foram aqueles do imprevisto. Sem medo.

Algumas das fotografias mostradas aqui em Óbidos, na Folio 2016 são resultado de encomendas ( Iris Murdoch, Marguerite Duras, Roland Barthes).

A grande maioria foram feitas por minha iniciativa. Quase todas foram verdadeiros encontros. Dos autores mostrados aqui em Óbidos, dois foram grandes amigos, Mary McCarthy e Lawrence Durrell. Outros, como Emil Cioran, Julio Cortazar e Carole Dunlop, eram escritores que eu frequentei, eram próximos de mim, eu os via com frequência.

Esta mostra aqui na Folio é a ponta do iceberg.

Durante anos tive o grande prazer de poder ganhar minha vida retratando artistas de quase todos os meios de expressão: escritores, ensaístas, poetas, pintores, escultores, arquitetos, atrizes, atores, fotógrafos, cineastas, músicos.

Dentre alguns desses artistas e criadores:

Francis Bacon, Daniel Barenboim, Orson Welles, Susan Sontag, Alain Resnais, Annie Ernaux, Vieira Da Silva,Michel Leiris, Jorge Amado, Alvaro Siza, Willy Ronis,Carlos Fuentes, Roberto Rossellini, Oscar Niemeyer, André Kertèsz, Dominique Sanda, Jeanne Moreau, Manoel De Oliveira, Pierre Clementi, Klaus Kinski, Jean-Luc Godard, Marceline Loridan, Andy Wharol  e tantos outros, durante muitos anos de encontros em fotografia.

Fiz uns poucos livros, catálogos e brochuras de apresentações de minhas diversas exposições, mas com bons autores, que eu admiro: Jorge Amado,  Charles Morazé, Cesare De Seta, Lydie Lachenal, Charles Malamud, Pierre Vidal Naquet, Lawrence Durrell, Jacques Lacarrière, Adonis, Alain Jouffroy, Driss Benzekri, Marc Fumaroli, Renzo Piano.

Sem subvenções, em total liberdade, percorri dois terços de minha trajetória realizando minhas fotografias.

Quem sabe, mais do que isso...sem me aproximar de quem não devia. Livre, e espero, coerente nesse percurso.

Minha ultima exposição, anterior à atual em Óbidos, foi em 2014 e 2015 em Paris, no Mois de la Photo, se chamava "Carlos Freire dans la Sicile de Vincenzo Consolo". Mostrada na Galerie Dina Vierny durante seis meses, com minhas fotografias da Sicília e textos do escritor Vincenzo Consolo, grande escritor siciliano, homem integro e lúcido, um caro amigo.

Atualmente trabalho na belíssima cidade do Porto. Com Álvaro Siza, que me honrou em aceitar de realizar um livro comigo.

Feliz e honrado estou também de participar da Folio 2016 aqui em Óbidos mostrando uma pequena parte de minhas fotografias de escritores.

Fotografias feitas com simplicidade, e sem outra pretensão que a de registar um momento preciso da vida desses seres excepcionais que são os escritores, que nos oferecem tanto prazer de leitura com seus talentos.

Carlos Freire, agosto de 2016              
Siracusa, Sicília.   

 

(DR: Doris Lessing, Londres 1996 copyright Carlos Freire)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Freire

Carlos Freire

Carlos Freire nasceu no Rio de Janeiro, em 1945. A viver em Paris desde 1968, onde iniciou, pouco depois, o seu trabalho como fotógrafo para revistas como a Magazine Littéraire, a Art Presse The Times- Hoje, o carioca que virou parisiense soma hoje já mais de 700... Read More →



Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
TENDA AUTORES Praça de Santa Maria

11:00

Utopia, Hoje
*Inauguração oficial com os artistas  dia 24 de setembro, sábado, às 16h00

A exposição “Utopia hoje” apresenta as propostas de 10 artistas que interpretam, de forma livre e autoral, as obras de dois nomes maiores da nossa literatura Fernando Pessoa e José Saramago. Ainda que escritas em épocas distintas, “Mensagem” e “A Jangada de Pedra”, símbolos da nossa memória cultural contemporânea, abordam temas identitários e podem sugerir, nesse sentido, uma reflexão sobre Portugal.Apresentados em dois núcleos distintos, e que pretendem suscitar um diálogo entre as obras de Pessoa e Saramago na perspectiva da Utopia, tema do FOLIO 2016, cada um dos artistas concentrou a sua alma e pensamento nos aspectos que mais lhe interessavam, sejam estéticos, históricos, geográficos ou políticos, apresentando múltiplas leituras e interpretações, que não devem ser entendidas como ilustrações, porque estão para além dos textos literários, ainda que criadas a partir deles. De Cláudio Garrudo, Joanna Latka, Marta Ubach, Pauliana Valente Pimentel, e Teresa Gonçalves Lobo são as obras referentes à “Mensagem” de Fernando Pessoa”, enquanto Augusto Brázio, Hélio Luís, Paula Almozara, Rui Soares Costa, e Tiago Casanova partem da obra “A Jangada de Pedra” de José Saramago.A exposição “Utopia hoje” tem a curadoria de Ana Matos e foi especialmente concebida para esta 2ª edição do FOLIO, numa parceria entre Casa Fernando Pessoa, Fundação José Saramago e Galeria das Salgadeiras. 500 anos passados da publicação de “Utopia” de Thomas More, 82 anos da “Mensagem” de Fernando Pessoa e 30 anos de “A Jangada de Pedra” de José Saramago, que sentidos encontraremos, hoje, para a palavra Utopia? O não-lugar, no seu sentido etimológico, a projecção de um mundo que reclamamos melhor, porque mais justo? Com esta exposição, propõem-se, pois, reflexões de cariz estético e artístico, mas também político e social em torno da temática da utopia.

Ana Matos
(Curadora da exposição e directora da Galeria das Salgadeiras)  

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Ana Matos

Ana Matos

Lisboa, 1972. Vive e trabalha em Lisboa.Fundadora e directora da Galeria das Salgadeiras fundada a 4 de Julho de 2003.Co-Fundadora do “Bairro das Artes — A Rentrée Cultural da Sétima Colina de Lisboa”, criado em 2010.Co-Fundadora e Membro da “Isto não é um Cachimbo. Associação... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
MUSEU ABÍLIO

11:00

LÚMEN - Instalação Rui Horta

LÚMEN

Instalação Rui Horta

O espaço como contexto mas, simultaneamente, o texto da obra. O corpo como mediador, lugar da revelação, território entre o transcendental e o concreto. Luz e Video, que convocam a imaterialidade para a experiência do visitante.

LÚMEN é um encontro improvável mas lógico, um convite para investir a Igreja do Espírito Santo e o desafio de deslocar o espaço sacral para o território da arte.

Rui Horta


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
IGREJA DA MISERICÓRDIA Largo da Misericórdia

11:00

11:00

Estreitando Margens

Inauguração da exposição de fotografia Desmargens, sobre o tema da Utopia

 



Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CLEPUL Residência José Joaquim dos Santos

11:00

Desnorte de Gilson Lopes
Quem vem ao FOLIO?
avatar for Gilson Lopes

Gilson Lopes

Tem mais de 30 anos de experiência nos campos da Ilustração, do design e da publicidade. Como ilustrador, colaborou com revistas importantes, no Brasil e em Portugal. Como diretor de arte, trabalhou em diversas agências de publicidade, nacionais e multinacionais. Teve grandes... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

11:00

Muro - Exposição The Cooked Book
Muro - Exposição The Cooked Book  - Vila Joya Cr-eat-ivity 

Quem vem ao FOLIO?
avatar for Carlos Coelho

Carlos Coelho

Ivity
Carlos Coelho, uma das grandes referências portuguesas no domínio da construção e gestão de marcas, , ao longo de 20 anos, conduziu centenas de projectos de algumas das marcas mais relevantes em Portugal, como o Multibanco, Telecel/Vodafone, Yorn, Galp Energia, RTP, Tv Cabo... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
ENTRADA DA VILA

11:00

Porto Cartoon

PortoCartoon: Utopia com Humor

O tema do PortoCartoon 2016 está em sintonia com o FOLIO 2016.

Em Óbidos, pode ser vista uma seleção com os melhores desenhos do humor internacional sobre Entendimento Mundial/Utopia.

Mesmo que se apele ao entendimento mundial, os lápis do humor deslizam para as crateras do desentendimento, ou seja para a denúncia das contradições do poder, em diferentes instâncias.

O desenho vencedor é muito forte. O sino é bem maior que os barcos do desespero. Por mais que o toquem, a insensibilidade estelar tem sido evidente numa Europa que foge para os paraísos fiscais, insensível aos gritos de humanidade. Thomas More referia há 500 anos, na sua Utopia, que "a desonestidade da ganância de alguns converteu-se em calamidade". 

A calamidade não acabou. Pelo contrário, espalhou-se. 

O sino, insensível aos desesperos da humanidade, assinala bem os tempos que vivemos hoje.

Uma das exceções mais assinaláveis à linha do 'desentendimento global' é a participação de Plantu (estrela de Le Monde). Clarividente no apelo, ele faz uma homenagem ao entendimento utópico. Com esta particularidade: grita em português “Viva a Utopia”.

Outros artistas, aliás, repegaram na imagem antiga da ilha da utopia para as suas sátiras. Com incisão.

Ninguém pode ficar indiferente a estas mensagens. De arte e riso.

É a excelência do cartoon. Utopia com humor.

 

Luiz Humberto Marcos,

Diretor do Museu Nacional da Imprensa


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Museu Nacional da Imprensa

Museu Nacional da Imprensa

O Museu Nacional da Imprensa/Jornais e Artes Gráficas é propriedade de uma entidade cultural privada, sem fins lucrativos, a AMI Associação Museu da Imprensa, reconhecida pelo Estado como instituição de Utilidade Pública, com manifesto interesse cultural e abrangida pela... Read More →


Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO "Ó" Rua da Vila 18, Porta do Vale 16, 2510-089 Óbidos

11:00

Utopia Colectiva
Exposição cartazes FOLIO – do ponto de vista da Utopia do público

O Folio 2016 é Utopia. O Cartaz do Folio uma tela perfeita.

Utopia: o cartaz ideal, imaginário, fantástico.


Há um folha de papel que dobrando-se desenha a letra F, por trás dela o espaço é branco. É o espaço da Utopia.

 O João Vilhena e o Afonso Cruz  pintaram o mote. A utopia que no Folio nasce do branco. Do meio de nós. Do meio do Folio.

Mas porque é ideal, imaginário e fantástico todos somos(temos) uma. Nunca um evento teve cartazes que fossem todos originais. Três, quatro, dez ou cem cartazes.  Os que todos quiserem fazer. 

No mundo social a comunidade que ama o Folio tem uma tela de utopia só para ela. Para cada um. Que á a tela matriz da Utopia coletiva. O Folio oferece a tela digital e todos devolvem nela as suas utopias.

 

Cartazes originais que depois serão expostos em formato A4 cobrindo as paredes de uma sala durante o Folio.

 

in Folio mais : a sala da Utopia.

 

Nela todos se podem fotografar durante o FOLIO ao lado da sua utopia. Junto da de todos os outros.  E repetir a partilha, ideal, fantástica, imaginária.

 

JMdiogo

 

Organizadores
avatar for José Manuel Diogo

José Manuel Diogo

Diretor de Comunicação, Folio
O Diretor de comunicação do Folio, José Manuel Diogo é um autor e colunista português. Especialista em media intelligence, informação e gestão de comunicação. Estudou Jornalismo e Engenharia Mecânica na Universidade de Coimbra, em Coimbra, frequentou o curso XXXV PADE... Read More →



Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
ESPAÇO CRIATIVO ANDRÉ REINOSO

11:00

Visualizações Da Influência Da "Canção Do Exílio"

Inserida na programação - UTOPIA - Matemática e Literatura


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Joshua Enslen

Joshua Enslen

Joshua Enslen é professor associado de Português na Academia Militar de Westpoint nos Estados Unidos, onde começou a lecionar após completar o seu doutoramento em Línguas Românicas na Universidade de Georgia. Em 2008 publicou Embodying the Nation: Literature and Diplomacy in... Read More →



Sunday October 2, 2016 11:00 - 21:00
RESIDÊNCIA JOSEFA D'ÓBIDOS

12:00

Trava-línguas, Adágios e Lenga-lengas

“Arco-da-velha” – conto de tradição oral com trava-línguas

“Adágios avulso” – abordagem a provérbios de raízes europeias


Quem vem ao FOLIO?

Sunday October 2, 2016 12:00 - 13:00
TENDA MAIS

15:00

Trava-línguas, Adágios e Lenga-lengas

Olhos de água” – conto de Luís Mourão – luta e labuta de um lavrador e dois bois, em plena Serra d’Aire, e o espanto das nascentes destas terras

“Lobo Mau e os 3 Porquinhos com um Capuchinho Endiabrado” – conto tradicional em verso…Pedro Oliveira

O Nariz – Teatro de Grupo tem, desde 1994, atividade cultural ininterrupta. Produz espetáculos infantojuvenis e oficinas de expressão dramática, fantoches e marionetas para alunos e professores do 1º e 2º ciclo e criou assim um público que, até hoje, mantém. É de realçar que, na última década, tem ganho público junto dos jovens universitários, nomeadamente durante O ACASO – Festival de Teatro, tertúlias, exposições e concertos.


Quem vem ao FOLIO?

Sunday October 2, 2016 15:00 - 16:00
TENDA MAIS

15:00

Os Editores Propõem : “O que é isto da Literatura Infanto-Juvenil?”

Os Editores Propõem : “O que é isto da Literatura Infanto-Juvenil?” com Ana Pessoa, Madalena Matoso e Miguel Gouveia. Moderação de José Mário Silva
(Promotor: Planeta Tangerina)


Quem vem ao FOLIO?
avatar for José Mário Silva

José Mário Silva

José Mário da Silva nasceu a 2 de Março de 1972, em Paris. Licenciado em Biologia pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa, trocou os laboratórios pelas redacções dos jornais ainda antes de terminar o curso. Jornalista desde 1993, trabalhou... Read More →


Sunday October 2, 2016 15:00 - 16:00
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos

15:30

16:00

Utopia - Matemática e Literatura

UTOPIA – Matemática e Literatura: Debate com António Machiavelo (Universidade do Porto) e João Luís Barreto Guimarães


Quem vem ao FOLIO?
avatar for António Machiavelo

António Machiavelo

Matemático, professor na Faculdade de Ciências do Porto e investigador do Centro de Matemática da Universidade do Porto. Leitor apaixonado de Marcel Proust e com grande apego pela Filosofia, gosta de encontrar relações e pontes entre os mais diversos assuntos.  


Sunday October 2, 2016 16:00 - 17:00
POUSADA DO CASTELO

19:00

Karma Drums-PT
Karma Drums-PT
Performance de percussão
RUAS DA VILA DE ÓBIDOS

Sunday October 2, 2016 19:00 - 20:00
RUAS DE ÓBIDOS

19:30

VGO
Música experimental

Sunday October 2, 2016 19:30 - 20:30
LIVRARIA SANTIAGO Largo de São Tiago do Castelo, 2510-106 Óbidos