Loading…
This event has ended. Visit the official site or create your own event on Sched.
                                                                     Compre AQUI os seus bilhetes para os ESPETÁCULOS E MESAS DE AUTORES do Folio 2016                                                                                                          
View analytic
Wednesday, September 28 • 18:00 - 19:30
Tertúlia FOLIO EDUCA: O Jardim das Delícias - Artes, Literatura e Educação, a partir da obra de Hieronymus Bosch

Sign up or log in to save this to your schedule and see who's attending!

Sinopse

No ano em que se celebram 500 anos sobre a data da morte do pintor Hieronymus Bosch, o artista flamengo do século XVI, propomos uma reflexão sobre a educação e a arte – e sobre a educação pela arte – a partir da sua bizarra, complexa e estranha obra. A escolha deste pintor, universalmente conhecido, como ponto de partida para esta sessão, prende-se com o facto de ninguém ter sabido, como ele, representar simultaneamente, por vezes, na mesma obra, a vida quotidiana, realista, familiar, e o universo místico, para lá das esferas do Céu, bem como o terror da descida aos infernos. Bosch trabalhou e desenvolveu as suas observações e visões numa época particular da História, na passagem do mundo medieval para o Renascimento, no choque entre o mundo antigo e o mundo novo, em terras sonhadas e longínquas, cheias de prodígios.

Todos sabemos que, ao longo de milénios, a maior parte da população era iletrada. A leitura e a cultura em geral eram só para uma elite da aristocracia e do clero. Saber ler era uma vantagem enorme, uma espécie de salvo-conduto especial, algo que distinguia, para melhor, uma pessoa das demais. O padre, do púlpito, lia os Evangelhos para a congregação que assim recebia ensinamentos sobre a forma como se deveriam comportar. Na maior parte das casas não havia livros e um dos bens mais preciosos era a Bíblia que passava de geração em geração, única obra cheia de histórias, acção, maravilhas e deslumbramentos. Uma biblioteca foi, até há bem pouco tempo, um luxo. Os conventos e os palácios eram os únicos lugares onde se podia estudar e ler, algo a que poucos tinham acesso. As pinturas encomendadas para as igrejas e outros lugares públicos contavam a vida dos santos e de personagens exemplares, evocando virtudes e pecados, como forma directa de instruir quem as contemplasse.

Voltando à obra de Bosch, sabemos que ele pintou e desenhou símbolos e imagens que, apesar de estranhas para nós, hoje em dia, eram relativamente fáceis de descodificar, para os seus contemporâneos. Por um lado havia todo um imaginário medieval que alertava as pessoas para os perigos das tentações e das quedas em pecado mortal; por outro, Bosch não podia evitar o deslumbramento da liberdade das novas descobertas. Ele compreendeu que o posicionamento do ser humano no universo estava em movimento acelerado, em metamorfose radical, escapando-se da ordem aristotélica que dominara o pensamento europeu durante mais de mil e quinhentos anos. A revolução cultural e civilizacional iniciada no século XIV provocou um abalo cultural e civilizacional tão drástico quanto o impacto tecnológico iniciado no século XX. 

 


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Rui Horta

Rui Horta

Coreógrafo e bailarino, Rui Horta nasceu em Lisboa e logo aos 17 anos começou a dançar no Ballet Gulbenkian. Viveu depois em Nova Iorque, onde completou a sua formação, foi professor e intérprete durante vários anos. Na Alemanha, dirigiu o Soap Dance Theatre Frankfurt, sendo o seu trabalho considerado uma referência na dança europeia e apresentado nos mais importantes teatros e festivais de... Read More →
avatar for Manuel João Ramos

Manuel João Ramos

Nasceu em Lisboa. É professor associado no Departamento de Antropologia e Investigador no Centro de Estudos Internacionais do Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE-IUL), Portugal. É o coordenador da Biblioteca Central de Estudos Africanos. | Em 1982 completou a licenciatura em Antropologia, na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL) com a qualificação... Read More →
avatar for Helena Vasconcelos

Helena Vasconcelos

Helena Vasconcelos é escritora e jornalista, natural de Lisboa e com a infância passada em Goa e Moçambique. Formou-se em Filologia Germânica na Universidade Clássica de Lisboa e em História de Arte pela ARCO. Já passou pelo semanário O Independente, sendo que neste momento colabora com a ELLE e com o Público. Apoia a leitura nas Bibliotecas Municipais com a Culturgest de Lisboa... Read More →


Wednesday September 28, 2016 18:00 - 19:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos