Loading…
This event has ended. Visit the official site or create your own event on Sched.
                                                                     Compre AQUI os seus bilhetes para os ESPETÁCULOS E MESAS DE AUTORES do Folio 2016                                                                                                          
View analytic
Sunday, September 25 • 19:30 - 20:30
“Três Exemplos das Novelas Exemplares” de Miguel de Cervantes

Sign up or log in to save this to your schedule and see who's attending!

TRÊS EXEMPLOS DAS NOVELAS EXEMPLARES

de Miguel de Cervantes

Tradução de Aquilino Ribeiro

 

Leituras pelos ARTISTAS UNIDOS

16.30 RINCONETE E CORTADILLO por Jorge Silva Melo

18.00 COLÓQUIO DE CÃES (excertos) por Américo Silva, André Pardal, António Simão, João Meireles, Jorge Silva Melo, Pedro Carraca e Tiago Matias

19.00 UM VELHO DE ZELOS por Américo Silva, André Pardal, António Simão, João Meireles, Jorge Silva Melo, Pedro Carraca e Tiago Matias

 

Ladrões, pulhas, pelintras, fraldiqueiros, fidalgos sem cheta, vadios, guitarristas, mendigos, malfeitores, gente reles, aventureiros, trapaceiros, enganadores e enganados, presumidos, e velhos ciumentos – e também cães! – atropelam-se pelas ruas sujas de Sevilha nestas doze novelas morais (mas qual moral?) que Miguel de Cervantes foi escrevendo entre 1590 e 1612,  à maneira “italiana”.

 

A isto se aplicou meu engenho, por aqui me leva minha inclinação, e mais que dou a entender, e é assim, que sou o primeiro que novelei em língua castelhana, que as muitas novelas que nela andam impressas, todas são traduzidas de línguas estrangeiras, e estas são minhas próprias, não imitadas nem furtadas; meu génio as engendrou, e pariu-as minha pena, e vão crescendo aos braços da imprensa.

Miguel de Cervantes

 

Sim, Cervantes experimentou muito.

Escreveu teatro, comédias, entremeses e tragédias, poesias, sempre atento às mudanças que a literatura ia conquistando: se há autor que poderíamos para sempre considerar experimental, é D. Miguel, imparável. E escreveu o Quijote.

Com as Novelas Exemplares, queria apresentar uma espécie de narrativa ligeira, concentrada no efeito e na velocidade. E queria responder à moda das novelas italianas que infestavam Espanha.  Estava seguro do valor da obra e consciente da qualidade do próprio trabalho. O “exemplares” do título tanto pode indicar que as novelas suscitam lições de moral, como também pode ser uma forma nada discreta de anunciar que outros escritores podem usar o seu estilo como exemplo.

Depois de ter feito a sua esplendida tradução do Quixote, o romancista Aquilino Ribeiro (1885/1963) traduziu em 1958 as Novelas Exemplares, tradução agora reeditada pela Bertrand.


Quem vem ao FOLIO?
avatar for Pedro Carraca

Pedro Carraca

Nascido em 1973, Pedro Carraca tirou o curso no Instituto Franco-Português. Já trabalhou com António Feio, Luís Miguel Cintra, Fernanda Lapa, entre muitos outros. O ator, que integra o grupo Artistas Unidos desde 1995, já participou em várias peças e filmes. No grande ecrã participou em Quando Troveja (1999), O Grande Kilapy (2012) e Avé Maria (2006). Nos palcos, fez parte do elenco de... Read More →
avatar for Tiago Matias

Tiago Matias

Tiago Matias é ator de teatro e televisão. Pisou o palco pela primeira vez em 2000 na Companhia de Teatro de Sintra. Aqui interpretou nomes que incluem Tchekóv, Nuno Bragança, Maquiavel e Bernardo Soares/Fernando Pessoa, com encenadores como João de Mello Alvim e Nuno Correia Pinto. Já no Teatro da Cornucópia, trabalhou com veterano Luis Miguel Cintra e com Christine Laurent, integrando o elenco de... Read More →
avatar for João Meireles

João Meireles

João Meireles é ator e formou-se no Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral, em Lisboa. Fez parte do Teatro Universitário de Évora, onde trabalhou com Luis Varela, Fernando Mora Ramos e Manuel Borralho. Desde 1995 que integra o coletivo do grupo Artistas Unidos onde contracenou em peças de Shakespeare, Brecht, e Goethe e também assumiu o papel de... Read More →
avatar for Jorge Silva Melo

Jorge Silva Melo

Jorge Silva Melo (1948) nasceu em Lisboa e estudou na London Film School. Foi crítico de teatro em publicações como O Tempo e o Modo, A Capitale o Jornal de Letras. Trabalhou na área de produção com João César Monteiro, Paulo Rocha, António Pedro Vasconcelos e Alberto Seixas Santos. Em 1973 funde e dirige o Teatro da Cornucópia com Luís Miguel Cintra e aqui trabalha como... Read More →
avatar for André Pardal

André Pardal

Ator de teatro, cinema e televisão, André Pardal nasceu em Cascais em 1986. É licenciado em Teatro pela Escola Superior de Teatro e Cinema, para além de contar com uma série de formações na representação. O ator multifacetado teve a sua estreia teatral em Arte, com encenação de António Feio, participando entretanto em peças como Solércia, Romeu e... Read More →
avatar for Américo Silva

Américo Silva

Américo Silva é ator e trabalha sobretudo no teatro e no cinema. Formou-se no Instituto de Formação, Investigação e Criação Teatral e na Escola Superior de Teatro e Cinema, onde se especializou em Teatro. Estreou-se nos palcos da Sociedade Guilherme Cossoul emA Morte no Bairro, de Alfonso Sastre. Colaborador dos Artistas Unidos desde 1996, já participou nas peças... Read More →
avatar for António Simão

António Simão

António Simão é ator, encenador e produtor. Faz parte do grupo de teatro Artistas Unidos desde 1995 e entrou ainda em filmes como António, um Rapaz de Lisboa, de Jorge Silva Melo, adaptado a partir da peça de teatro homónima. Em vários palcos do país, como o Teatro da Trindade, Teatro Taborda, Teatro D. Maria II, Fundação Calouste Gulbenkian, Teatro da Politécnica, entre... Read More →



Sunday September 25, 2016 19:30 - 20:30
LIVRARIA DA ADEGA Rua da Porta da Vila, 2510-089 Óbidos